primeiros anos

Miss Daisy de Alfred Uhry, marcou a estreia da Dramax-Oeiras e contou com a interpretação de Eunice Muñoz, Guilherme Filipe e Thiago Justino.
A 20 de Julho de 2007 a Dramax celebra, no Teatro da Trindade em Lisboa, a 100ª representação de Miss Daisy. No final do espectáculo foi descerrada uma placa como lembrança também do 140º aniversário do Teatro da Trindade.  O evento contou com a presença do então Presidente da República, Sr. Prof. Aníbal Cavaco Silva.

O Auditório Municipal Eunice Muñoz, em Oeiras, foi palco, no dia 24, de uma cerimónia de descerramento de uma placa que assinala o êxito da peça, protagonizada por Eunice Muñoz, com a presença do presidente da Câmara de Oeiras, Isaltino Morais.
Esta homenagem da Câmara de Oeiras a Eunice Muñoz assinala também as 100 exibições da peça, que percorreu vários palcos do País, numa digressão que durou mais de um ano. 

Cerca de um mês depois da estreia de Miss Daisy, a Dramax estreia a comédia dos espanhóis Eduardo Galán e Pedro Gomez – também conhecida por La Curva de la Felicidad. Protagonizada por Almeno Gonçalves, António Melo, Joaquim Nicolau e Fernando Ferrão, percorreu o país de norte sul, verificando-se mais um sucesso. 

No dia 1 de Março de 2007, a Dramax estreia Felizmente Não é Natal de Carles Alberola. O espectáculo contou com as interpretações de Lourdes Norberto, Manuela Maria, Paula Lobo Antunes e Álvaro Faria. Seguiu-se uma adaptação para televisão, transmitida pela RTP. Esta peça contou também com mais de 100 representações e uma digressão de norte a sul do país.

A 6 de Março de 2008 a Câmara Municipal de Oeiras homenageou as actrizes Manuela Maria e Lourdes Norberto pela 100ª representação da peça no Auditório Municipal Eunice Muñoz. 

 

O Dia Mundial do Teatro de 2008 foi comemorado no Teatro Angrense com a estreia da peça do Prémio Pulitzer de 1983 – Boa Noite Mãe – em colaboração com a Culturangra e com o Teatro da Trindade. Protagonizado por Sofia Alves e Manuela Maria, este espectáculo percorrendo o País de Norte a Sul e terminou a sua digressão em Janeiro de 2009 no Teatro de Bellas Artes de Madrid. 

Hedda Gabler, da autoria de Henrik Ibsen, foi a peça escolhida para o início da temporada de 2009. O elenco contou com as participações de Sofia Alves, Elisa Lisboa, Guilherme Filipe, Vítor de Sousa, Maria Dulce, Paulo Rocha e Ana Rocha e estreou a 3 de Julho de 2009 no Centro Cultural de Ílhavo. Depois de uma digressão nacional, Hedda Gabler estreou em Oeiras, onde permaneceu em cena de 3 de Outubro a 20 de Dezembro, consolidando assim o seu sucesso. 

O ano 2010 começou em terras de “nuestros hermanos” com a apresentação de Hedda Gabler em Madrid. Entre os dias 21 a 24 de Janeiro o Teatro de Bellas Artes abriu as suas portas para receber a Dramax-Oeiras, o que resultou em quatro noites de casa totalmente esgotada. 

A 3 de Julho, no Centro Cultural de Ílhavo estreia a comédia espanhola Uma História de Dois. Da autoria de Eduardo Galán, foi protagonizada por Guilherme Filipe e Teresa Guilherme, tendo também percorrido o País de Norte a Sul. 

A 5 de Outubro a Dramax-Oeiras estreia Sabina Freire da autoria de Manuel Teixeira Gomes. Este espectáculo teve o Alto Patrocínio de Sua Excelência O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, contando com a chancela da Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República. Sabina Freire contou com as interpretações de Sofia Alves, Manuela Maria, Vítor de Sousa, Igor Sampaio, Alberto Vilar, Heitor Lourenço, Fernando Ferrão, Ricardo Castro, Pedro Sousa Loureiro e Rita Cleto. 

A 24 de Fevereiro de 2011 estreou Toda A Gente Sabe Que Toda A Gente Sabe Da autoria de Miguel Falabella e Maria Carmen Barbosa, esta comédia foi interpretada por Manuela Maria, Teresa Guilherme, Rui Neto, Heitor Lourenço e Paula Luiz. 

Seguidamente, a 20 de Julho de 2011 a Dramax-Oeiras estreia A Casa de Pássaros de Jaime Rocha. As interpretações ficaram a cargo de Alexandra Leite, Francisco Corte-Real, Rita Cleto e Rita Simões. 

A temporada 2010/2011 terminou com chave de ouro – a comemoração do septuagenário de carreira de Eunice Muñoz. A 28 de Novembro estreia O Cerco a Leningrado de José Sanchis Sinisterra, protagonizado por Eunice Muñoz e Maria José Paschoal. A peça percorreu, não só, o país de norte a sul mas também foi representada no Teatro de Bellas Artes de Madrid, iniciando assim a temporada 2012/2013 da Dramax.

O dia 1 de Março de 2013 marca a estreia de Esperando Diana da autoria de Eduardo Galán e Pedro Gomez. A interpretação ficou a cargo de Alexandra Leite, Adriano Luz, Nuno Távora e Diana Nicolau. A encenação deste espectáculo rendeu a Celso Cleto o Prémio Media da rede ex aequo, no dia 7 de Dezembro de 2013. 

A 30 de Maio estreia “a obra maldita de Strindberg”, O Pelicano, interpretada por Alexandra Leite, Adriano Luz, Nuno, Diana Nicolau e Rosa Areia.

O dia 29 de Novembro foi marcado pela estreia de Celso Cleto como dramaturgo ao levar a cena A Casa do Fim da Linha.  Esta peça foi interpretada por Sofia Alves, Manuela Maria e Pedro Sousa Loureiro e é a primeira obra da “trilogia das casas”.

A 8 de Novembro estreia O Pranto de Maria Parda de Gil Vicente, interpretada por Helena Veloso. 

A 6 de Dezembro estreia O Noivado no Dafundo de Almeida Garrett. No elenco constaram Paula Marcelo, Luís Mascarenhas, Helena Veloso, Rita Cleto, Rodrigo Cachucho e Luís Santos Mascarenhas. A par com a estreia da peça, a Dramax inaugurou também a exposição Almeida Garrett – Um Ilustre Viajante no Concelho de Oeiras.
Ambos os espectáculos fizeram parte do programa de Serviço Educativo prestado pela Dramax-Oeiras aos alunos do concelho. 

No início de 2015 a Dramax estreou a segunda obra da “trilogia das casas” – Uma Casa Perto da Praia – interpretada por Sofia Alves, Manuela Maria e Vítor de Sousa. 

Para terminar a temporada 2014/2015 a Dramax apresentou A Farsa de Inês Pereira de Gil Vicente, interpretada por Paula Marcelo, Helena Veloso, Sara Madeira, Mafalda Marafusta, Mafalda Jara, Alice Madeiros e Patrícia Gomes. Este espectáculo fez parte do Serviço Educativo de 2014/2015. 

dez anos

O ano 2016 marca a primeira década de vida da Dramax e para a celebrar, a companhia decidiu levar a cena três grandes e conhecidas obras do teatro. 

A 25 de Fevereiro estreou A Drama das Camélias de Alexandre Dumas Filho. Este espectáculo juntou Sofia Alves, Ruy de Carvalho, Pedro Carvalho, Paula Marcelo, Carmen Santos, Joel Branco Helena Veloso, João de Carvalho, Igor Sampaio, Carlos Santos, Rita Cleto e Tiago Careto. 

A 4 de Agosto estreia Edge – Sylvia Plath de Paul Alexander, interpretado por Teresa Tavares. 

Para finalizar as comemorações do décimo aniversário da Dramax-Oeiras, a 11 de Novembro estreia O Diário de Anne Frank de Éric-Emmanuel Schmitt. Interpretado por Alexandra Leite, Augusto Portela, Carmen Santos, Helena Veloso, Igor Sampaio, Joana Coelho, Sérgio Silva, Rita Cleto e Tiago Careto, este espectáculo foi a escolha para o Serviço Educativo 2016/2017, tendo estado em cena durante cerca de meio ano. 

O ano 2017 trouxe a cena um clássico infando-juvenil, O Livro da Selva de Rudyard Kipling, interpretado por Gonçalo Lello, Helena Veloso, Joana Coelho, Patrícia Gomes, Rafael Dias da Costa e Tiago Careto. À semelhança do anterior espectáculo, O Livro da Selva também esteve inserido no programa de Serviço Educativo da Dramax-Oeiras.

A 14 de Julho estreia a comédia Porta com Porta de Lázaro Matheus. Interpretada por Sofia Alves e João de Carvalho, esta comédia continua em cena de norte a sul do país – consultar agenda. 

Para terminar o Programa de Serviço Educativo 2016/2017, a Dramax apresenta Frei Luís de Sousa de Almeida Garrett. A interpretação ficou a cargo de António Marques, Maria d’Aires, Jose Henrique Neto, Afonso Melo, Augusto Portela, Joana Coelho e Tiago Careto.

A 16 de Fevereiro a Dramax-Oeiras estreia a comédia Jantar Só Para Dois de Santiago Moncada, interpretado por Victor Espadinha, Sónia Aragão e Paula Sá. A peça esteve em cena

A 20 de Junho estreia O Amor Falou Mais Alto de Lázaro Matheus. Interpretada por Victor de Sousa, Claudia Negrão, Augusto Portela e Paula Marcelo, esta comédia percorreu o país de norte a sul, tendo-se verificado mais um sucesso da Dramax-Oeiras. 

A 14 de Agosto de 2018 a Dramax, em parceria com a produtora espanhola Trabudua, estreia a peça “Freno de Mano”. Trata-se de uma comédia autoria do dramaturgo Victor Winer, vencedora do Prémio de Teatro da Universidade de Nova Iorque. O elenco é composto pelos consagrados actores Sílvia Espigado, Josu Ormaetxe e Sofia Alves. A peça encontra-se em digressão por Espanha, regressando a Oeiras em Setembro de 2019.